Home | Ronaldo Correia de Brito | site oficial
Página oficial do escritor Ronaldo Correia de Brito
ronaldo correia de brito
218
home,paged,page-template,page-template-blog-masonry-date-in-image,page-template-blog-masonry-date-in-image-php,page,page-id-218,paged-2,page-paged-2,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive
  • Na minha cidade havia uma biblioteca da diocese, com poucos livros, quase todos ruins. Eram refugos ...

  • Uma dolorosa reflexão do escritor russo Varlam Chalámov, prisioneiro político por mais de 20 anos...

  • Sempre preferi Galileu Galilei a Giordano Bruno. A atitude de Galileu perante o Tribunal da Inquisi...

Sobre

Bio

Sobre

Contato

Sobre

Facebook

Sigam meu blog para acompanhar as novidades.

Pedro Rulfo não era o seu nome. Por segurança, fica sendo a partir de agora. Os tempos sombrios de quando a história aconteceu ameaçam voltar. Ninguém sabe o que nos aguarda, cinco passos à frente. Despojado do seu nome próprio, o jovem estudante de sociologia...

Dizem que existe fidelidade entre os casais de cisnes e que quando morre um deles, o outro não demora muito tempo vivo. Não é um achado comum no reino animal. As mães defendem seus filhotes, e há relatos de alces que se entregam à mira...

A data 16 de março de 2020 será lembrada por mim, enquanto viver. Nesse dia, minha esposa e eu fechamos as portas de casa para os netos, filhos, familiares, amigos e empregados. Começamos um isolamento radical, que seria atenuado apenas meses depois. Meu comportamento em relação...

O carnaval não mudou, desde os primórdios, nos temas reais e simbólicos que o definem: carne e bebida, sexo e violência. Para os italianos, é da palavra carne que deriva o nome carnevale – vale comer carne. Precedendo os magros dias da quaresma, cujos símbolos...

Vocês ainda se lembram de Kleber Bambam, o rapaz que ganhou o primeiro Big Brother Brasil, da TV Globo? Pergunto porque é possível que ele tenha desaparecido da mídia, caindo no esquecimento. A velocidade para se fabricar um herói moderno é a mesma para esquecê-lo...

Considero que é mais fácil editar agora, do que era antes. Surgiram editoras pequenas, embora várias tenham desaparecido ou tenham sido adquiridas por outras maiores. As plataformas da Internet, os blogs, as revistas e jornais eletrônicos ganharam espaço e há mais gente escrevendo. Muitos fazem sucesso...

O livreiro Tarcísio Pereira, usando a tradicional camisa de brim azul, calça jeans e boina, se aproxima e põe em minhas mãos, com a delicadeza que também era sua marca, um volume de A arqueologia do saber, de Michel Foucault. – O livro que você queria...

A recordação surgiu em São Paulo, no almoço em casa de uma amiga, talvez provocada pelos quadros de Zé Claudio, João Câmara e de outros artistas pernambucanos. – E Baccaro? – Morreu há pouco tempo e parece esquecido. Já vivia morto pela doença que o deixou fora...

Já somos mais de 500 mil médicos no Brasil para uma população em torno de 210 milhões. Lidamos com a vida, a saúde, a doença e a morte e por isso somos a profissão com maior poder de mobilização, com capacidade de esclarecer as pessoas...