Home | Ronaldo Correia de Brito | site oficial
Página oficial do escritor Ronaldo Correia de Brito
ronaldo correia de brito
218
home,page-template,page-template-blog-masonry-date-in-image,page-template-blog-masonry-date-in-image-php,page,page-id-218,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive
  • A recordação surgiu em São Paulo, no almoço em casa de uma amiga, talvez provocada pelos quadros...

  • No dia 9 de janeiro, comemoramos os 101 anos de nascimento de João Cabral de Melo Neto. No dia 13 d...

  • À luz do primeiro sol da madrugada, olhei da varanda os morros de Casa Amarela e senti um aperto na...

Sobre

Bio

Sobre

Contato

Sobre

Facebook

Sigam meu blog para acompanhar as novidades.

A recordação surgiu em São Paulo, no almoço em casa de uma amiga, talvez provocada pelos quadros de Zé Claudio, João Câmara e de outros artistas pernambucanos. – E Baccaro? – Morreu há pouco tempo e parece esquecido. Já vivia morto pela doença que o deixou fora...

Já somos mais de 500 mil médicos no Brasil para uma população em torno de 210 milhões. Lidamos com a vida, a saúde, a doença e a morte e por isso somos a profissão com maior poder de mobilização, com capacidade de esclarecer as pessoas...

No dia 9 de janeiro, comemoramos os 101 anos de nascimento de João Cabral de Melo Neto. No dia 13 de janeiro, os 196 anos da morte de Joaquim do Amor Divino Rabelo, o Frei Caneca."Em 02 de julho de 1824 os líderes revolucionários pernambucanos...

À luz do primeiro sol da madrugada, olhei da varanda os morros de Casa Amarela e senti um aperto na alma, beirando a angústia. O dourado e azul das casas, a cada dia mais escassas de quintais, árvores, arbustos e flores, doeram pela separação. Sofro...

De joelhos, o homem olha um ponto indefinido no horizonte e no futuro, depois de atravessar a barreira de arame farpado. Seu rosto possui uma expressão antiga, como as cerâmicas de reis assírios, da Mesopotâmia. Lembra as relíquias preciosas destruídas pelos americanos e ingleses que...

Minha avó materna narrou a morte de seu marido Pedro Zacarias de Brito 1001 vezes, como se fosse a Sherazade de uma única história. Considerando os dias e horas de nossa convivência, esse número pode ser bem maior. A perda do esposo tornou-se um marco...

Quem lembra as lições de biologia? Há um período chamado de interfase em que as células criam condições para se dividir e originar células filhas. Parece que nada acontece, tudo se encontra em inércia, mas é nessa fase que a energia se acumula para o...

Às vezes me percebo ufanista com o teatro de rua, calçadas, praças, pátios de igreja e terreiros, esse que nos habituamos a chamar de brincadeira ou brinquedo e damos o nome de teatro popular da tradição, quando escrevemos sobre ele. Desprestigiados, desfalcados, oprimidos, os artistas...

Que ano difícil esse de 2020! Vocês concordam comigo? Em fevereiro eu viajava pelo sertão do Ceará, na companhia de Reinaldo Moraes e equipe, filmando um episódio da série “Viagem de bolso”, sobre o meu romance Galileia. No mesmo mês eu brincava o Carnaval do...