Home | Ronaldo Correia de Brito | site oficial
Página oficial do escritor Ronaldo Correia de Brito
ronaldo correia de brito
218
home,page-template,page-template-blog-masonry-date-in-image,page-template-blog-masonry-date-in-image-php,page,page-id-218,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive
  • Na minha cidade havia uma biblioteca da diocese, com poucos livros, quase todos ruins. Eram refugos ...

  • Uma dolorosa reflexão do escritor russo Varlam Chalámov, prisioneiro político por mais de 20 anos...

  • Sempre preferi Galileu Galilei a Giordano Bruno. A atitude de Galileu perante o Tribunal da Inquisi...

Sobre

Bio

Sobre

Contato

Sobre

Facebook

Sigam meu blog para acompanhar as novidades.

Na minha cidade havia uma biblioteca da diocese, com poucos livros, quase todos ruins. Eram refugos de bibliotecas particulares, aquilo que não se quer guardar em casa, porque não presta e só ocupa espaço. Mas livros são sempre livros e num país de analfabetos jogá-los...

Uma dolorosa reflexão do escritor russo Varlam Chalámov, prisioneiro político por mais de 20 anos, nos campos de trabalhos forçados da Sibéria, durante o stalinismo. Sua amargura é semelhante à de muitos brasileiros, sobretudo os desempregados e aqueles que voltaram a ser miseráveis e a...

Sempre preferi Galileu Galilei a Giordano Bruno. A atitude de Galileu perante o Tribunal da Inquisição, abjurando as suas descobertas no campo da astronomia e da física, para garantir a vida e a possibilidade de continuar investigando o universo, me parece científica e moderna. Giordano...

A história é bem popular. Virgínia Wolf relatou-a no seu romance Passeio ao Farol. Alguns autores costumam chamá-la simplesmente de A Solha, o que pareceria um erro para nós brasileiros, que masculinizamos essa espécie de peixe, abundante na costa atlântica. Habituei-me com a forma feminina,...

Não foi na biografia de Gabriel García Márquez, Viver para Contar, onde li a história de um menino que, ao perder a mãe, teve como primeiro sentimento o de que nunca mais comeria arroz doce. Era a mãe quem cozinhava a iguaria predileta do filho....

Calma, calma, não se precipite! Nada de ilações. Sim, no próximo domingo terá início a Páscoa. Cristãos celebram a entrada do Cordeiro de Deus em Jerusalém, montado num burrico, em meio à multidão agitando ramos de oliveira. Depois virá a Paixão (quando Jesus se transforma de...

Livros não são tubos de ketchup, maionese ou mostarda, por mais que a economia de mercado insista em considerar a mesma coisa. Nada melhor do que falar de livros, assunto controverso quando insistem no desprestígio da literatura, se comparada às redes sociais, ao YouTube, cinema...

A queixa partiu do musicólogo George Lederman, quando terminávamos de ouvir A Paixão Segundo São Mateus, de Bach.: nunca mais se comporá assim. A noite sem lua, o pátio extenso da casa de campo e o retorno ao silêncio após os últimos acordes da orquestra...

(Diário do isolamento 1) Os leitores talvez estranhem o número 1 no Diário do isolamento. Na terça-feira passada, dia 16 de março, completei um ano vivendo sob medidas restritivas, período em que escrevi cerca de 40 crônicas, todas motivadas pela pandemia do coronavírus. Nunca imaginei...