Home | Ronaldo Correia de Brito | site oficial
Página oficial do escritor Ronaldo Correia de Brito
ronaldo correia de brito
218
home,paged,page-template,page-template-blog-masonry-date-in-image,page-template-blog-masonry-date-in-image-php,page,page-id-218,paged-3,page-paged-3,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive
  • Minha avó morava em sua propriedade Boqueirão, distante apenas 24 quilômetros da cidade de Crato....

  • Não apenas eu, mas as pessoas em geral. Explico. Precisei comprar duas torneiras e fui a uma loja. ...

  • Dá uma geral, faz um bom defumador, enche a casa de flor… que eu tô voltando… Saudades...

Sobre

Bio

Sobre

Contato

Sobre

Facebook

Sigam meu blog para acompanhar as novidades.

O livreiro Tarcísio Pereira, usando a tradicional camisa de brim azul, calça jeans e boina, se aproxima e põe em minhas mãos, com a delicadeza que também era sua marca, um volume de A arqueologia do saber, de Michel Foucault. – O livro que você queria...

A recordação surgiu em São Paulo, no almoço em casa de uma amiga, talvez provocada pelos quadros de Zé Claudio, João Câmara e de outros artistas pernambucanos. – E Baccaro? – Morreu há pouco tempo e parece esquecido. Já vivia morto pela doença que o deixou fora...

Já somos mais de 500 mil médicos no Brasil para uma população em torno de 210 milhões. Lidamos com a vida, a saúde, a doença e a morte e por isso somos a profissão com maior poder de mobilização, com capacidade de esclarecer as pessoas...

No dia 9 de janeiro, comemoramos os 101 anos de nascimento de João Cabral de Melo Neto. No dia 13 de janeiro, os 196 anos da morte de Joaquim do Amor Divino Rabelo, o Frei Caneca."Em 02 de julho de 1824 os líderes revolucionários pernambucanos...

À luz do primeiro sol da madrugada, olhei da varanda os morros de Casa Amarela e senti um aperto na alma, beirando a angústia. O dourado e azul das casas, a cada dia mais escassas de quintais, árvores, arbustos e flores, doeram pela separação. Sofro...

De joelhos, o homem olha um ponto indefinido no horizonte e no futuro, depois de atravessar a barreira de arame farpado. Seu rosto possui uma expressão antiga, como as cerâmicas de reis assírios, da Mesopotâmia. Lembra as relíquias preciosas destruídas pelos americanos e ingleses que...

Minha avó materna narrou a morte de seu marido Pedro Zacarias de Brito 1001 vezes, como se fosse a Sherazade de uma única história. Considerando os dias e horas de nossa convivência, esse número pode ser bem maior. A perda do esposo tornou-se um marco...

Quem lembra as lições de biologia? Há um período chamado de interfase em que as células criam condições para se dividir e originar células filhas. Parece que nada acontece, tudo se encontra em inércia, mas é nessa fase que a energia se acumula para o...

Às vezes me percebo ufanista com o teatro de rua, calçadas, praças, pátios de igreja e terreiros, esse que nos habituamos a chamar de brincadeira ou brinquedo e damos o nome de teatro popular da tradição, quando escrevemos sobre ele. Desprestigiados, desfalcados, oprimidos, os artistas...