Tô voltando | Ronaldo Correia de Brito | site oficial
1647
post-template-default,single,single-post,postid-1647,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Tô voltando

Dá uma geral, faz um bom defumador, enche a casa de flor… que eu tô voltando… Saudades de ouvir Chico Buarque, da abertura política, quando o futuro parecia sorrir e tinha promessa de bom tempo. Agora… Agora fiquei quinze dias longe dessa página, dez dias numa praia deserta, quase sozinho, sem notícias do Brasil, da covi-19 e do mundo. Bastou voltar ao Recife, ao celular, whatsapp, youtube, que o descanso foi para o brejo.

A pandemia continua à espreita, de foice na mão, e a política brasileira chafurdando nos mesmos escândalos. Devia ter ficado na ilha, ninguém sentiria minha ausência. Um amigo, professor de física da UFPE, me falou que se o departamento fosse abduzido para Marte, não faria a menor falta à ciência. Acho que comigo aconteceria o mesmo, como no poema de Fernando Pessoa.

Fazes falta? Ó sombra fútil chamada gente!

Ninguém faz falta; não fazes falta a ninguém…

Sem ti correrá tudo sem ti.

Mas já que voltei, vamos continuar as nossas conversas e provocações. Mesmo que elas pareçam sem importância absolutamente nenhuma.

No Comments

Post A Comment