Home | Ronaldo Correia de Brito | site oficial
Página oficial do escritor Ronaldo Correia de Brito
ronaldo correia de brito
218
home,page-template,page-template-blog-masonry-date-in-image,page-template-blog-masonry-date-in-image-php,page,page-id-218,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive
  • Durante o Natal, a imagem do Sagrado Coração da casa de minha avó ficava esquecida e desprestigia...

  • Depois de repetir-se muitas vezes, até uma mentira, desde que não tenha pernas curtas, se torna ve...

  • apontar o dedo

    Os guardiões da moral, o Movimento Brasil Livre, Alexandre Frota – primeiro a ser recebido pelo m...

Sobre

Bio

Sobre

Contato

Sobre

Facebook

Sigam meu blog para acompanhar as novidades.

Durante o Natal, a imagem do Sagrado Coração da casa de minha avó ficava esquecida e desprestigiada. Ela só cuidava do Jesuscristinho, um menino de madeira rosado e risonho, vestido numa camisa de seda, esculpido lá longe em Portugal, recebido de presente da nossa tia-avó...

Depois de repetir-se muitas vezes, até uma mentira, desde que não tenha pernas curtas, se torna verdade. Habituei-me a dizer em entrevistas que Antonio Madureira, Assis Lima e eu nos queixávamos da invasão de renas, Jingle Bells e neve falsa no Natal brasileiro, e resolvemos...

Os guardiões da moral, o Movimento Brasil Livre, Alexandre Frota – primeiro a ser recebido pelo ministro da educação Mendonça Filho – não toleram qualquer forma de representação artística da zoofilia. Mas, ela está presente nos mitos fundadores da humanidade. Os censores tupiniquins se revelam...

Às duas da madrugada ninguém conseguia determinar a intensidade e a direção de um vetor de força, apagara da memória as equações lineares de movimento e sentia-se incapaz de dizer o valor do número PI. Estudávamos desde as vinte horas, no apartamento quente e sufocante...

Entre os muitos personagens reais que povoaram minha vida, atiçando a imaginação, há uma mulher que sempre me aparece com sua história de sofrimento e mistério. Perdi a conta das vezes que escrevi sobre Júlia em conto, romance e crônica. Abandonada pelo marido, que levou as...

O comentário de Dostoievski está em “Recordações da Casa dos Mortos”, um livro de memórias do período em que esteve preso na Sibéria. Condenado por atividades revolucionárias e ligações com um grupo literário russo – O Círculo Petrashevsky –, que fora banido pelo Tzar Nicolau...

Eu sou do tempo da folha corrida da polícia. Um documento sem muito significado hoje, mas que nos anos de ditadura era um verdadeiro terror. A Secretaria de Segurança Pública emitia o tal documento. Para se ter acesso à Universidade, ou qualquer outro serviço público,...

Viver é perigoso, afirma Guimarães Rosa, no Grande Sertão: Veredas. Viver no Brasil mais perigoso do que em qualquer outro lugar do mundo, concluo ao analisar as estatísticas de homicídios, chacinas, assaltos, estupros, tráfico humano e de drogas, crimes cometidos por políticos, policiais, membros da...

1965. Nem me lembro se já havia completado 14 anos. Deixo a sala quente do Cine Moderno, no Crato, após a sessão das 16h30. Escureceu e a temperatura amena do lado de fora causa alívio. Estou sozinho, sinto-me perturbado e sem condições de compreender o...